No inverno aquele friozinho gostoso não dá nem vontade de pular da cama – e muitas vezes a sensação que se tem é que o carro também não quer trabalhar.

Principais cuidados com o motor do carro no inverno

A verdade é que se as baixas temperaturas acabam influenciando nas nossas “engrenagens”, no motor do carro não é muito diferente: tanto ele quanto todo o sistema elétrico precisam de mais energia para funcionar. Por isso que muitas vezes o carro não pega de primeira ou acaba engasgando. Neste caso a dica é só dar partida no carro com todos os equipamentos elétricos desligados, como o ar-condicionado e o rádio, por exemplo. Além disso, saia de casa com um pouco mais de antecedência, de forma que você possa deixar o motor esquentando por pelo menos 15 minutos antes de sair. Durante este tempo o alternador repõe a energia fornecida pela bateria para dar a partida.

Confira abaixo outros cuidados com o motor do carro no inverno, e também confira dicas sobre bateria, ar-condicionado e outras áreas que você precisa saber para que seu amigo não te deixe na mão:

 

Bateria é uma das mais prejudicadas com o frio

E já que estamos falando de bateria, é ela uma das mais prejudicadas pelo frio, que reduz a velocidade de reação dos seus componentes químicos. Por isso, é essencial ter cuidado com essa parte do motor do carro, no inverno principalmente. Para evitar problemas, procure revisar o sistema de partida, mantendo sempre os níveis de gasolina do reservatório de partida, por exemplo, e checar o nível de carga a própria bateria. Como ela é mais exigida, o gasto de carga também é maior. Você percebe logo quando o nível começa a baixar ao motor responder com lentidão ao girar a chave na ignição. Muito provavelmente é hora de dar uma carga ou trocar a bateria inteira.

Se isso acontecer, não espere ela te deixar na mão, vá logo a um mecânico de confiança e faça a conferência da carga. Não esqueça que carro parado também consome bateria, já que alguns componentes, como rastreadores, rádios, alarme e a central de injeção não desligam nunca, permanecendo em stand by. Neste caso, se você for viajar e deixar o carro em casa sem uso por cerca de 20 ou 30 dias, a melhor coisa a fazer é desconectar o cabo do terminal positivo.

 

Se o carro não quer pegar, não fique insistindo

Nessa época do ano é comum o carro não pegar de primeira e você, louco de vontade de ir trabalhar, fica insistindo seguidamente. É compreensível, mas é também um grande erro: as velas podem se encharcar e causar um verdadeiro prejuízo. Espere um pouco enquanto o combustível evapora totalmente, e aí sim, tente de novo. Se não pegar talvez a visita do mecânico seja a melhor solução. Não esqueça de trocá-las no tempo regulamentar indicado no manual do proprietário, que geralmente é em torno de cada 10 mil Km. Se elas estiverem escuras pode ser sinal da presença de óleo na câmara de combustão ou excesso de combustível. Vale a pena dar uma olhada.

Motor de arranque também “sofre” no inverno

A partida não acontece se o motor de arranque estiver com problema, o que acontece com mais frequência no inverno, principalmente defeitos no bendix e suas escovas. Por outro lado, como o afogador é mais requisitado nos meses mais frios, vale a pena verificar o carburador quando a estação começar.

Ar-condicionado e fluidos merecem atenção especial

Dependendo da rigidez do inverno na sua região, muito provavelmente você passará uns bons meses sem querer ligar o ar-condicionado, o que provavelmente fará com que as borrachas de vedação fiquem ressecadas e a tubulação seja danificada. A dica é liga-lo toda semana por pelo menos 10 minutos, fazendo com que o gás circule pelos tubos lubrificando as borrachas.

Outras dicas para evitar problemas nessa época do ano

Engarrafamentos não respeitam inverno ou verão, sai todo mundo à mesma hora para o mesmo lugar e aí é o caos, o ano inteiro. Mas você pode evitar que essas horas fiquem ainda piores seguindo algumas dicas. Por exemplo, nada de ligar e desligar o carro no congestionamento, mantenha-o ligado em ponto morto e paciência para andar em primeira por um longo tempo. Você pode até achar que está economizando combustível, mas na verdade está exigindo mais de todo o sistema a cada virada de chave, sobrecarregando todas as peças que falamos anteriormente.

Por outro lado, dê preferência ao freio de mão em vez do pedal: o freio em marcha lenta exige muito mais da bateria. Por último, mas não menos importante, olho no carro da frente, mas também no painel. Luzes oscilando ou luz de advertência acesa mesmo com o carro parado são sinal de que o alternador não está bem. Os problemas na peça são uma das causas mais frequentes de pane elétrica em engarrafamentos.

 

Siga essas dicas, não esqueça das revisões periódicas e mantenha seu carro em pleno funcionamento mesmo nas temperaturas mais baixas.