6 passos rápidos para fazer uma baliza perfeita em qualquer vaga

Baliza é o item que mais causa reprovações nos testes do Detran e o maior pesadelo na hora de estacionar o veículo nas ruas. O descontentamento em realizar a manobra vem até mesmo de motoristas experientes.

Para alguns, o sofrimento na hora da baliza é tão grande que chega a causar sintomas físicos e emocionais. Estresse, ansiedade, suor e tremedeira aparecem em alguns condutores com menos prática nas manobras veiculares, que, muitas vezes, preferem desistir da vaga a encarar o monstro da baliza.

Se você não é como Alastair Moffatt, o piloto inglês que realizou a baliza mais rápida do mundo registrada no Guinness Book, e está acostumado a estacionar longe do local em que precisa ir ou se fica desconfortável com o olhar impaciente dos outros motoristas enquanto tenta manobrar o carro para estacionar na tão sonhada vaga.

Aprenda aqui, como fazer baliza de forma perfeita:

Alastair Moffatt comemorando a quebra do recorde da baliza mais rápida do mundo pelo Guinness Book

Alastair Moffatt

1. Encontre a vaga

Para começar a baliza, a tarefa que parece ser a mais fácil de todas, mas, dependendo da cidade ou do local em que o motorista está, a procura pela vaga ideal pode levar mais tempo que a própria manobra.

Se o espaço não for delimitado por faixas, é necessário buscar uma vaga um pouco maior que o veículo que deverá caber no local. Em uma vaga 35 centímetros maior que o automóvel já é possível estacionar, embora a distância extra seja muito pequena para ajustar o carro na vaga.

2. Atenção aos Obstáculos

É preciso prestar atenção aos obstáculos ao redor. Trânsito, colunas e paredes podem ser um empecilho e a falta de cuidado com o que está em volta pode causar danos ao veículo.

Se os obstáculos forem inevitáveis, é melhor que o carro fique bem próximo de um deles, pois dessa forma o motorista pelo menos terá mais espaço de um dos lados ao invés de ficar com espaço restrito dos dois lados.

3. Alinhamento

Deixe o veículo paralelo ao que está à frente, com a distância de um metro (mais ou menos um braço de medida) entre eles. Avance com o carro, deixando o retrovisor um pouco mais para frente do retrovisor do automóvel que já está parado.

4. Esterçar o Carro

Esterçar quer dizer mover o volante. Então, é hora de esterçá-lo ao lado da vaga até que os dois faróis do carro que está estacionado atrás fiquem visíveis no espelho esquerdo. Outra referência é enxergar o centro do carro de trás no canto direito do retrovisor interno do veículo.

5. Esterçar para o outro lado

Quando o motorista encontrar a referência anterior, a dianteira do veículo a ser estacionado estará paralela à traseira do automóvel que está à frente da vaga. Em seguida, é necessário esterçar o volante para o lado oposto até entrar na vaga. O movimento deve ser feito devagar, pois o pneu pode encostar no meio fio.

6. Ajustar

Finalmente dentro da vaga, só falta ajustar o veículo, com cuidado para não bater nos carros que estão estacionados à frente e atrás.

Na hora de sair do veículo, caso haja obstáculos ao lado, as portas devem ser abertas suavemente, prevenindo estragos.

Sempre Treine a Baliza

Além de confiança, executar uma baliza com perfeição exige muito treino. O motorista que não está familiarizado com a manobra pode ir realizando os movimentos aos poucos, sem se preocupar com o tempo que vai levar até finalmente conseguir. É importante lembrar que nem sempre a conquista vai acontecer na primeira tentativa, por isso, ao perceber que um dos passos não saiu como planejado, reconhecer o erro e iniciar mais uma vez é a melhor solução.

A segurança também é fundamental para a baliza. O motorista deve utilizar o cinto de segurança até desligar o veículo, já ajustado à vaga, e a seta deve ser utilizada assim que a vaga ideal for identificada para estacionar. Na saída, novamente afivelar o cinto de segurança e sinalizar a intenção de deixar o local para que os demais motoristas percebam os movimentos evita acidentes.

Uma baliza mal sucedida pode acabar em situações perigosas. São comuns vídeos na Internet de situações que saíram do controle do motorista que, embora pareçam divertidos, causaram ou poderiam ter causado consequências graves. Por isso, é essencial estar atento neste momento que, embora trabalhoso, pode ser feito com sucesso pelos motoristas.

Como fazer baliza corretamente?

Cuidados com o Carro Estacionado

Para que o veículo continue seguro durante a ausência do motorista, o recomendável é escolher bem a vaga. Deixar o carro no sol pode deixá-lo superaquecido e os raios ultravioletas podem danificar a pintura. Além disso, automóveis estacionados embaixo de árvores podem ser atingidos por dejetos de pássaros, que acabam sujando o carro, manchando a pintura e ainda, correndo a lataria. Locais mal iluminados ou com pouca movimentação podem estar sujeitos a ação de assaltantes, por isso é melhor evitar e escolher um local de fácil acesso.

Fazer uma boa baliza permite que o trânsito tenha um fluxo melhor, com mais fluidez e agilidade. Entretanto, o sucesso depende não só da habilidade do motorista, que pode ser aperfeiçoada com o tempo, mas também das oportunidades da localização. Não expor a si mesmo ou aos demais condutores, ciclistas e pedestres a riscos também contribui para o convívio harmonioso no tráfego. As atitudes do motorista dentro do veículo devem ser compatíveis com uma experiência tranquila, e não um verdadeiro pesadelo, mesmo na hora de estacionar o carro numa vaga apertada.

Confira o vídeo do Auto Esporte com dicas para realizar uma baliza: