Logo Guia Auto BemMaisSeguro - Tudo sobre Carros
Ligue e contrate o seu seguro:
Capital e Regiões Metropolitanas
#GuiaAutoBemMaisSeguro

Legislação

Farol xenon: Vale a pena?

Estes faróis podem ser muito eficientes, mas a instalação do farol xenon é proibida no Brasil por motivo de segurança

Quem dirige está cansado de saber que segurança é essencial. E que, quanto mais iluminada é a via, maior será a visibilidade do motorista, e, ainda, que os faróis contribuem com a iluminação, principalmente onde não há pontos de luz para ajudar.  Mas o que muitos condutores ainda não sabem é que nem todo tipo de farol é permitido pela lei no Brasil.

Os faróis de gás xenon, conhecidos mundialmente por serem os mais potentes disponíveis atualmente no mercado, chegam a iluminar três vezes mais do que os convencionais. Entretanto, eles são proibidos por aqui e o motivo é justamente a segurança do motorista. Pode parecer um pouco contraditório, mas a medida tem uma justificativa aceitável. Veja qual é a seguir.

farol xenon

Entenda a proibição

O objetivo dos faróis nos automóveis é de iluminar o caminho para facilitar o trajeto do motorista e mantê-lo em segurança. No entanto, é igualmente necessária a integridade dos condutores que estão trafegando à frente ou no sentido contrário do veículo, e a luz emitida pelos faróis de xenon é capaz de ofuscar a visão e causar graves acidentes de trânsito.

Como toda regra, há exceções: os automóveis que saem de fábrica com as lâmpadas de xenon instaladas não estão sujeitos às sanções da lei, assim como aqueles que permitem a colocação do modelo no projeto original do veículo. No último caso, a alteração pode ser legalizada desde que passe por inspeção após o procedimento e, se aprovado, o documento do veículo deve ser reemitido e incluída esta consideração.

farol com lampada xenon

No Código Nacional de Trânsito, o Contran, a resolução 384 determina que os proprietários de veículos são proibidos de instalar fontes luminosas de descarga de gás em veículos que não vêm de fábrica com este sistema. Já o artigo 230 especifica que é proibido alterar o sistema de iluminação de qualquer veículo, e a resolução 292 autoriza mudanças que sejam submetidas e avaliadas pelos órgãos afiliados ao Inmetro. É justamente por causa destas decisões que os dois casos de uso das lâmpadas de xenon acima não são considerados fora da lei no país.

A punição para os motoristas que burlarem a proibição é severa: a infração é considerada grave. Rende 5 pontos na carteira de motorista e multa no valor de R$ 127,69. A restrição é válida também para as motocicletas.

O que são os faróis xenon?

Para melhorar a visibilidade ou simplesmente pela vontade de possuir um carro estilizado, muitos proprietários de automóveis investiram na instalação de faróis de xenon. O xenon ou xenônio é um elemento químico que, à temperatura ambiente, está no estado gasoso. Ele fica dentro da lâmpada, que não tem filamentos, e é acesa quando um pequeno reator dentro dela é ativado com uma descarga elétrica, fazendo o gás brilhar em alta intensidade.

Com os faróis convencionais – os mais usados no Brasil são os de halogênio – a energia consumida no momento em que eles são acionados é de 55 Watts e a temperatura atinge 5.000 graus Kelvin, enquanto que o xenon consome apenas 35 Watts, a 3.200 graus Kelvin, além de ter o dobro de duração que as lâmpadas halógenas e emitir luz branca ao invés de amarelada.  O xenon proporciona, ainda, mais visibilidade lateral e a longa distância para quem está dirigindo o automóvel.

A diferença entre os veículos que têm faróis de xenon que vêm de fábrica e os que são instalados em locais que se dizem especializadas é que, nos primeiros, o farol possui um sistema que diminui a intensidade da iluminação e, consequentemente, o ofuscamento dos demais motoristas. São sensores capazes de identificar se o outro veículo está subindo ou descendo uma via, como um controle de nível do farol em relação ao chão, que direcionam automaticamente a luz emitida para não atrapalhar o outro condutor. As versões adaptadas dificilmente possuem esse sistema no kit, pois ele está embutido no projeto original do carro. É preciso desconfiar se o vendedor insistir que o equipamento está em conformidade com a legislação, pois, para ser legalizado, será necessária uma verificação detalhada.

Os tipos de lâmpada xenon existentes

Os motoristas que prezam pela visibilidade na estrada ainda têm opções limitadas para iluminar o caminho, mas, em breve, faróis mais eficientes começarão a ser acessíveis. Conheça as tecnologias que vão além do xenon:

Halogênio

Praticamente todas as montadoras em território nacional utilizam esse tipo de farol nos carros fabricados, por isso, é muito fácil de substituir.

LED

Mais econômico e duradouro que as lâmpadas halógenas, eles atingem a temperatura de 5.600 graus Kelvin, o que esquenta demais a região ao redor da peça. A fabricação é pouco comum e ainda é muito cara, mas pode poupar até 74% de energia.

Laser

Ainda em fase de testes, é visto como o futuro dos faróis nos veículos. Chegam a ser mil vezes mais brilhantes e com o dobro de alcance das versões com LED, com fachos de luz mais focados.

Realizar uma instalação de faróis de xenon pode deixar o veículo em situação irregular. Pela lei, se o carro não vier equipado de fábrica ou se não passar pela aprovação dos órgãos competentes, a conta vai ficar para o motorista. Por isso, é melhor o proprietário considerar essa iluminação eficiente se puder arcar com um carro que tenha esta característica, ou então, entregar o trabalho a um profissional especializado e, acima de tudo, confiável, para avaliar se é ou não possível realizar a instalação segura dos faróis para evitar ser apagado pela lei.

1 Comentário

  1. roberto oliveira

    Esse nosso pais é bem complicado msm, td q serve p melhorar a vida das pessoas nesse caso a dirigibilidade nessas estradas pessimas e proibido. Certa vez coloquei super branca no farol de um veiculo e o policial me encheu o saco

Deixe uma resposta

A Assurant Direta Corretora de Seguros Ltda., BemMaisSeguro.com, inscrita no CNPJ/MF sob o Nº 04.613.348/0001-05 é uma empresa especializada na venda de seguros pela internet. A BemMaisSeguro.com atua em estrita observância à legislação securitária estando registrada como corretora de seguros na Superintendência de Seguros Privados - SUSEP nº 10.2018459.0, e cadastrada nas principais seguradoras do país. Em nosso site, você encontrará um ambiente seguro, fácil e intuitivo para comprar o seguro mais adequado e os meios para esclarecer as suas dúvidas.